Estudar e trabalhar em Malta, é possível?

Saudações intercambistas!

Já pararam para pensar que faltam menos de 5 meses para o ano para acabar… Estamos em Agosto e eu te pergunto: Quais são os seus planos para os próximos meses? Fazer uma longa viagem no exterior, aprender algo novo ou talvez conseguir um outro emprego? Independente do que você responder, o ideal é sair da sua zona de conforto. E como dica de “mudança”, preparamos um texto mais que especial falando da possibilidade de estudo e trabalho num dos destinos mais INCRÍVEIS da Europa, Malta.

AFINAL, ONDE FICA MALTA?

Malta é um país constituído a partir de um conjunto de ilhas ao sul da Europa, localizado no mar mediterrâneo ao sul da Itália e nordeste da Tunísia. Com uma área de aproximadamente 316 km, o país é um dos menores da Europa, mas possui a maior densidade demográfica do continente.

QUAL É O IDIOMA OFICIAL DO PAÍS?

Quando se fala em Malta, a primeira coisa que nos vem a cabeça é que em Malta, se fala maltês. E isso é verdade. Mas, o maltês não é o único idioma oficial do país. Desde 1800 malta foi governada pela Inglaterra, e apenas em 1964 o país se tornou independente. E por ter sido uma colônia britânica o inglês também se tornou o idioma oficial do país. Logo, aprender inglês britânico em Malta é uma excelente pedida.

POSSO TRABALHAR EM MALTA?

A resposta é sim. Desde Maio de 2018 por conta da grande procura de mão de obra e a baixa disponibilidade, o governo maltês liberou que os estudantes internacionais trabalhassem legalmente no país. Ou seja, todo aluno que tiver acima de 16 anos e matriculado num curso com período superior a 6 meses, pode trabalhar regularmente a partir da 13a semana – desde que tenha solicitado o visto de estudante e a permissão de trabalho.

Logo, se você fechou um intercâmbio de 12 meses, a partir do 4º mês já pode começar a exercer atividade remunerada no país. Mas, a colocação no mercado de trabalho maltês é de inteira responsabilidade do aluno. E mesmo colocado no mercado de trabalho, o aluno precisa cumprir a exigência de estudar pelo menos 15 horas semanais e receber o salário mínimo do país que gira em torno de 4.60 euros por hora.

COMO É O MERCADO DE TRABALHO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS?

A grande maioria dos alunos que conseguem se colocar no mercado de trabalho, encontram vagas em bares, hotéis e restaurantes. E por ser um destino exótico, uma das coisas que o aluno deve se atentar é a sazonalidade. Por exemplo, de Junho a Setembro é o período onde há maior movimentação no país por conta dos grandes festivais e outros eventos, fazendo que consequentemente aumente o número de vagas temporárias em setores ligados a turismo, hotelaria e comércio.  

Confira (abaixo) a entrevista da nossa intercambista Kevelin que está em Malta vivendo essa experiência INCRÍVEL na pele: 

1 – QUAIS FORAM SUAS MAIORES EXPECTATIVAS ANTES DE INICIAR O PROGRAMA?

Minha maior expectativa foi em aprender a língua inglesa; pensei bastante também em como seria viver em um pais totalmente diferente do meu e no que isso poderia me afetar (emocionalmente).

2 – COMO FOI A CHEGADA NO PAÍS E QUAIS AS PRIMEIRAS IMPRESSÕES?

Posso dizer que cheguei muito bem, aliás a viagem inteira deu tudo muito certo! Graças a boa administração e organização da ETC. Bom assim que cheguei, notei que o pais era bem padrão, eu vi muito amarelo nas construções e nos restaurantes, um mais lindo que o outro, principalmente nos que ficam próximos as praias.

Também percebi que o inglês maltes tem um sotaque muito forte, o que para mim que sou acostumada com o inglês americano, estranhou um pouco. Com o tempo você vai conhecendo outras nacionalidades, pois aqui parece que tem mais estrangeiros do que malteses haha, e isso é legal pois você conhece muita gente.

3 – FOI DIFÍCIL PROCURAR EMPREGO?

Não, pelo contrario, aqui a procura por pessoas para trabalhar é enorme. Principalmente quando entra o verão.

 4 – HÁ MUITAS POSSIBILIDADES DE TRABALHO EM MALTA?

Digamos que sim, porem os mais fáceis de se encontrar são os de garçons/garçonetes, vendedores e caixas.

5 – COMO TEM SIDO SUA ROTINA DE TRABALHAR EM MALTA CONCILIADA AOS ESTUDOS?

Foi bastante fácil conciliar, até mesmo por que eu tinha aulas pela manhã ou no período da tarde. Então eu só tive que explicar que gostaria de trabalhar “part-time”, já que eu precisava estudar. E digamos que ajudou muito, pois você se esforça muito mais a falar o inglês.

6 – VOCÊ RECOMENDARIA OUTRAS PESSOAS A VIVEREM ESSA EXPERIÊNCIA DE TRABALHAR EM MALTA?

Eu recomendaria muito, assim como eu, conheci diversos brasileiros no qual ficaram em malta e outros que tiveram a experiência aqui e estão voltando novamente. Posso dizer que Malta roubou meu coração, como um pais tão pequeno pode ser tão grande de historia? Aqui é lindo! Malta tem muitas vantagens, o clima é perfeito (no meu caso), viajar bastante gastando pouco, SEGURANÇA, aprender varias línguas e viver bem.

Quer saber mais sobre Malta e outros destinos onde é possível trabalhar enquanto estuda? Clique aqui.