QUAL É O TIPO DE ACOMODAÇÃO IDEAL PARA O SEU INTERCÂMBIO?

Saudações intercambistas! Chegamos a mais uma semana de blog ETC, e hoje, falaremos de um dos pontos mais difíceis a se decidir durante o intercâmbio… a acomodação.

Ao contrário do que muitos pensam, esse é um dos detalhes mais difíceis a serem decididos, pois sempre é preciso levar em consideração fatores como localização, tempo de curso, conforto e orçamento. Durante esse processo, algumas perguntas devem ser feitas:

1 – Você faz questão de um espaço somente para você?

2 – Vai passar parte do dia na residência ou somente usará o local para dormir?

3 – Em caso de longos períodos, o que seria imprescindível para uma estádia confortável?

4 – Você deseja viver uma experiência e completa imersão cultural?

Com base nas suas respostas, o tipo de acomodação pode variar muito, e para te ajudar, listamos as opções mais comuns entre os estudantes que embarcam na jornada da educação internacional. Confere só:

#1 HOTEL

Com preços que variam de acordo com a localização e serviços oferecidos, a classificação dos hotéis variam entre 3 e 5 estrelas. Os alunos podem escolher entre quartos privativos, partilhados, café da manhã, all inclusive e etc. Entre os intercambistas, o hotel é a opção menos popular, tanto por ser mais cara, quanto por promover menos interação com outros nativos, o que consequentemente afeta o processo de imersão na cultura e aprendizado da língua.

#2 HOSTEL

Uma opção financeiramente mais interessante que o hotel e que possibilita recursos parecidos em alguns casos. O ponto positivo do Hostel se comparado com o Hotel, é a possibilidade de interação com outros hospedes para praticar o idioma. Em alguns Hostels, os quartos são separados entre homens e mulheres, outros tem cozinha compartilhada, camareira e etc, pontos que se postos na balança facilitam a rotina do intercambista.

#3 HOMESTAY 

Esse é um dos tipos de acomodação mais escolhido entre os alunos durante o intercâmbio. A opção de homestay é basicamente passar o período dos estudos na casa de uma família nativa, chamada de host Family. Residir com uma família, em muitos casos, ajuda a minimizar a saudade de casa, pois durante o processo o aluno é integrado a rotina familiar. Fora que a presença de um adulto dentro de casa, melhora a sensação de segurança.

Além dos pontos mencionados, você poderá praticar o idioma constantemente com os seus host parents, aproveitar das regalias que só um lar proporcionam e ainda tem a quem recorrer quando bater a saudade de casa. Tudo isso num processo completo de imersão cultural.

#4 APARTAMENTO

Essa é para quem procura comodidade, privacidade e um espaço só seu! Locando seu próprio apartamento ou casa, você terá um espaço com uma rotina desenvolvida exclusivamente com base nas suas necessidades. Mas em contra partida, terá que lidar sozinho com os afazeres de casa, os estudos e não terá com quem interagir constantemente. Não que sejam desvantagens, mas depende unicamente do seu perfil.

#5 RESIDÊNCIA ESTUDANTIL

Já pensou morar com outros estudantes de várias partes do mundo? Na opção de residência estudantil, o aluno tem mais liberdade de controle de horário e rotina, sem ficar preso ao dia a dia de uma família. Em alguns casos a residência estudantil fica dentro do campus de uma Universidade ou na própria escola de idiomas, e mesmo cada casa tendo suas regras, de modo geral, tudo é muito maleável. Fora que na maioria dos casos, mesmo as residências sendo fora das escolas e universidades, ficam próximas do ambiente de estudos – o que pode não ser tão comum nas outras modalidades.

Curtiu? Quer saber mais detalhes sobre cada tipo de acomodação? Clique aqui e procure o consultor ETC mais próximo de você.