Ótimas razões para fazer o "inglês médico" | ETC Intercâmbio

Ótimas razões para fazer o “inglês médico”

Saudações intercambistas!

Diferentemente de algumas áreas, a medicina é um ramo de atuação onde mesmo após a formação é necessário recorrer constantemente a literatura científica. Para se ter uma ideia, o Brasil tem passado por notáveis avanços na adoção do inglês como idioma para publicação de periódicos indexados internacionalmente.

#1 EXPERIÊNCIAS INTERNACIONAIS

Com o andar do processo de globalização, o inglês na área médica deixou de ser um diferencial e se tornou uma ferramenta essencial para a rotina de trabalho de muitos profissionais. Além disso, o inglês abre portas para experiências internacionais, sejam elas a nível de aprendizado (com cursos, workshops e especializações) quanto a oportunidades de saída para o mercado exterior.

#2 ACESSO A PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Voltando a questão dos periódicos, para se ter uma ideia da imensidão do acervo de material produzido, ao consultar o portal pertencente ao Centro Latino Americano e do Caribe de Informações em Ciências Sociais da Saúde o LILACS, são encontrados aproximadamente 800 mil artigos científicos, teses e monografias em português e espanhol. De primeiro momento, até chegamos a acreditar que esse é um número expressivo, mas se comparado ao acervo PubMed da U.S National Library of Medicine esse número chega a ser irrisório, já que a PubMed conta com mais de 28 milhões de citações de artigos em inglês. Essa informação já seria suficiente para convencer qualquer médico minimamente preocupado com os processos de atualização de carreira, a pensar na possiblidade de investir em um curso de inglês para médicos.

#3 NETWORKING

A nível de networking específico para a área médica, o inglês oferece ao profissional a oportunidade de abrir portas globais em congressos e simpósios, onde na maioria das vezes, são reunidos profissionais atuantes no mundo todo. Todos eles costumam ter o domínio do inglês como denominador comum – além da área de atuação.


O curso é bem completo e foi totalmente projetado para médicos. Durante o programa o aluno é treinado para desenvolver as habilidade ligadas a terminologias, audição e fala necessárias para se comunicar com pacientes e outros profissionais dá área, quanto explorar com maior clareza os estudos médicos.

Entre os tópicos abordados durante o curso estão: Farmácia, Resultados e Exames, Sistemas do Corpo, cuidados pessoais e especializados, atendimento de emergência, cirurgia e muito mais.

Agora que você entendeu um pouco sobre a importância do inglês para médicos, colocamos abaixo uma pequena entrevista feita com o nosso intercambista Guilherme Rickli, que participou em 2019 do programa específico de inglês para médicos da ETC no Canadá.

1 – Quais foram suas expectativas ao escolher o programa e quais as primeiras impressões ao chegar no Canada?

Eu me surpreendi quando o Luiz (ETC Curitiba) me falou sobre meu programa (inglês médico) pois não sabia que existia algo assim, e isso foi ótimo pra mim que já tinha um inglês quase fluente e aproveitei pra viajar ao mesmo tempo que aprendo coisas novas. Minhas primeiras impressões foram que o povo canadense é muito receptivo e educado, a infraestrutura proporcionada pelo governo (transporte público, parques, etc) é algo que eu nunca vi antes e me deixou maravilhado, e eu também gostei do fato de Vancouver ter muita influência de imigração, então eu pude conhecer um pouco de todas as culturas do mundo.

2 – Como você avaliaria o curso de inglês para médicos?

Tem que se lembrar que no final, o seu inglês é o que está sendo avaliado. Mas eu gostei que o inglês médico me deu a oportunidade de discutir bastante sobre medicina e a presença de profissionais não só da área médica mas também da enfermagem e da farmácia me deu uma visão mais geral sobre a assistência à saúde no contexto mundial

3 – Quais foram os momentos que mais marcaram durante a experiência?

Acho que o fato de poder sair de casa a qualquer horário mesmo que de noite pela segurança, a imensa variedade de coisas diferentes que eu podia fazer em Vancouver. As trilhas facilmente acessíveis e a natureza esplêndida do Canadá, e a criação de amizades do mundo inteiro.

4 – Quais suas expectativas com relação a experiência proporcionada pelo curso? O que isso poderá agregar de benéfico a sua carreira?

Eu não sabia muito o que esperar mas fui recebido em uma classe que me acolheu como uma família. A parte médica era mais focada na medicina generalizada e na relação médico-paciente pois querendo ou não ainda era um curso de inglês. Porém acho que foi legal pois eu tive maior exposição a esse campo antes de começar o curso (pois eu não tinha nenhum background médico)

Se você busca ser um profissional da saúde ainda mais qualificado, venha conhecer o que temos de melhor.