SAIBA MAIS SOBRE GUSTAVO DI CAVALCANTI: DIRETOR DA ETC VITÓRIA

Pra quem não me conhece, eu sou o Gustavo Lucas di Cavalcanti, do Instagram @mundoquevivi. Sou Diretor da ETC Intercâmbio em Vitória e tenho um Canal no YouTube sobre Viagens e Intercâmbio (DICAvalcanti). Hoje vou contar um pouco da minha história de amor com o intercâmbio, afinal, esse casamento já tem 10 anos.

Antes de contar sobre o casamento, preciso relatar sobre a infância do noivo (eu mesmo). Quando ainda tinha 4 anos, já era evidente que eu era um apaixonado pelo mundo. Em vez de brinquedos convencionais, eu gostava mesmo era de atlas, mapas, globos terrestres, moedas estrangeiras e jogos que tinham alguma relação com países. Essa criança foi crescendo, mas o sonho de explorar o mundo nunca mudou. Lembro que a primeira viagem internacional que fiz foi pro Chile, Argentina e Uruguai. Comprei escondido dos meus pais a minha passagem aérea. Quem me levou na agência de viagens foi minha maior “partner in crime” de todos os tempos, minha avó.

Depois dessa experiência de 3 meses viajando, minha paixão aumentou de uma forma inenarrável. Não conseguia mais viver dentro de uma bolha, de uma perspectiva. Conhecer, explorar e viajar passaram a ser os verbos que guiariam minha vida a partir dali.

Quando me formei nas faculdades, pois é, fiz 2 graduações simultâneas (Relações Internacionais e Publicidade e Propaganda), decidi que queria fazer intercâmbio novamente e escolhi a Europa. A paixão foi tanta que pensei em morar lá pra sempre. Todavia, precisava retornar ao Brasil antes para resolver algumas questões burocráticas da minha universidade. A universidade entrou em greve e demorou mais de 3 meses para eles resolverem minhas pendências. Nessa espera, decidi que não conseguiria ficar parado, resolvi me lançar em uma nova experiência profissional. Uma amiga minha enviou meu currículo para duas agências de intercâmbio. Como seria algo provisório (mal eu sabia) até eu me mudar novamente pra Europa, aceitei a primeira proposta que fizeram, a da ETC. Fui contratado no mesmo dia e comecei a trabalhar na área de turismo, enquanto não ia embora. Fui honesto desde a entrevista, esclarecendo todos os meu planos futuros.

Lembra que no parágrafo anterior eu falei “mal eu sabia”? Pois é, eu me encantei de uma forma tão genuína pela profissão que decidi ficar mais tempo. Depois de alguns meses, me realocaram na parte do intercâmbio, pois achavam mais adequado ao meu perfil. Também coloquei na cabeça que eu queria uma agência pra chamar de minha. Pensei então sobre onde abrir uma nova franquia. Fui pra Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, fiz pesquisas de negócios, estudei o mercado, conversei com locais. Pra minha grande surpresa, durante meu planejamento de ir para o sul, apareceu a oportunidade de virar sócio da própria ETC Vitória, onde eu já trabalhava há 1 ano. Sem hesitar fechei negócio e passei a ser sócio-proprietário da minha ex-chefe, a Emanuella. 

Foram muitos desafios, provações, batalhas. Mas quem luta com o coração, tem o soldado mais forte ao seu lado, o amor. Eu me apaixonei pelo meu negócio, pois não há nada mais prazeroso que realizar o sonho das pessoas, impactar a vida de outros intercambistas, mostrando que o mundo é repleto de oportunidades e aventuras. Cada intercambista que viaja, é como se um pedacinho de mim fosse junto na mala (de mão, claro, pra não correr risco de extraviar, hahaha).

Hoje, com 10 anos de experiência no mercado, quase 40 países viajados, vários intercâmbios realizados e inúmeras escolas visitadas, sei que havia um propósito em não voltar pra Europa. Sou muito agradecido pela oportunidade que Deus me deu de ser empresário no setor de educação internacional, pois não há coisa mais gratificante pra mim.

E se você ainda não fez intercâmbio na vida, planeje-se, afinal, quem diz que a melhor fase da vida é a infância, é porque nunca foi intercambista.

 

Quer nos contar a sua história? Como a ETC intercambio mudou a sua vida?

Mande para mkt@etcintercambio.com.br a sua história e fotos 😀