SEGURO VIAGEM: AFINAL, PRECISO MESMO? | ETC Intercâmbio

SEGURO VIAGEM: AFINAL, PRECISO MESMO?

Saudações intercambistas!

Chegamos a mais um dia de blog! Hoje especificamente, falaremos da importância do seguro viagem. Muita gente ao fechar o intercâmbio, questiona a importância de sair do país com o seguro contratado… Mas, mesmo com um intercâmbio bem planejado, imprevistos podem acontecer e não dá para viajar contando apenas com a sorte. Vamos colocar que por um advento do destino você precise ser internado nos Estados Unidos. Sabia que por lá uma diária de internação, na maioria dos hospitais custa mais de U$4.000,00? Isso mesmo, quatro mil dólares, com a atual cotação esse valor gira em torno de 15.000,00 mil reais de gastos a mais – não esperados. Só essa informação já seria o suficiente para te mostrar o quão vantajoso é sair do Brasil assegurado. Mas, para facilitar trouxemos algumas informações úteis:

POR QUANTO TEMPO DEVO CONTRATAR O SEGURO?

O estudante deve contratar o seguro por no mínimo, a data de saída e retorno do Brasil, mas o ideal é deixando sempre um período a mais para o caso de atrasos com companhias aéreas, hospedagem e etc. Pelo menos dois dias a mais já são suficientes para cobrir possíveis imprevistos. Lembrando, que quanto antes você fechar, menos suscetível as variações da câmbio estará.

SEGURO VIAGEM E ASSISTÊNCIA VIAGEM, QUAL A DIFERENÇA?

Mesmo sendo conhecidos pelo mesmo nome, são coisas diferentes. No caso do Seguro Viagem, o intercambista paga pelas próprias despesas emergenciais e depois solicita reembolso a companhia. Já na Assistência de Viagem, o aluno entra em contato com a seguradora que informa quais os pontos disponíveis para que o atendimento seja realizado, sem que precise pagar por algo.

TEM OPÇÃO DE COBERTURA PARA QUEM PRATICA ESPORTES?

Se você pensa em praticar algum tipo de esporte durante o seu intercâmbio, alguns planos oferecem cobertura para acidentes envolvidos durante a prática em pistas regulamentadas. EX: Se sofrer acidente, esquiando na ladeira de uma rua da cidade isso não será coberto, mas caso sofra algum problema em uma estação regulamentada para prática de esportes de neve, aí sim, pode ficar despreocupado. Mas é preciso consultar quais as coberturas e verificar se a sua prática está coberta 😀

EVITA DE VOCÊ SER BARRADO NA EUROPA…

Se você escolheu algum destino europeu para o seu intercâmbio, o seguro não só é importante como é obrigatório. Nos países que fazem parte do Tratado de Schengen, é exigido uma cobertura mínima de 30 mil euros. Nesse caso, você não tem escolha.

O QUE O SEGURO COSTUMA COBRIR?

Varia muito da seguradora e do plano contratado, mas na maioria dos planos estão inclusos: atendimento médico e odontológico, despesas farmacêuticas, hospedagem após a alta hospitalar, repatriação médica e funerária (para doenças e acidentes), assistência funerária, indenização em caso de morte ou invalidez, ajuda com bagagem extraviada, despesas jurídicas e pagamento antecipado de fiança.

Esses são alguns dos principais pontos envolvendo o seguro viagem. Mas, se você tiver dúvidas ou quiser saber mais, clique aqui e fale com a agência ETC mais próxima de você.