NOVIDADE: BRASILEIROS AGORA PODEM TRABALHAR E ESTUDAR EM MALTA!

não europeus que entram no país. A principal delas é que a partir de agora, quem escolher Malta como destino para o intercâmbio pode exercer atividade remunerada durante o período de estudos. A medida que visa tornar o país mais atrativo para quem o escolhe entre os destinos da Europa, passa a valer ainda nesse primeiro semestre. Mas, apesar de o governo liberar que os estudantes trabalhem no país, as regras para essa modalidade não foram divulgadas. Podemos adiantar que os estudantes que se interessarem, podem exercer atividade remunerada por até 20h semanais a partir do terceiro mês, e estender o período de estudos e trabalho por até um ano após a sua entrada em Malta. Essa notícia é ótima para muitos brasileiros, já que antes disso, somente os alunos com passaporte europeu podiam trabalhar no país durante o intercâmbio. A nova medida, se deu em partes, pela diminuição do período de permanência de estudantes internacionais no país. Então só para resumir, os alunos que desejam trabalhar enquanto estudam, passam os primeiros três meses somente estudando e após esse período, podem procurar emprego e permanecer no país por até 12 meses (somando os 3 meses de estudos). A somatória das horas de trabalho semanal, não podem passar de 20 e a pessoa obrigatoriamente deve estudar em paralelo a atividade profissional. Demais não é? Aproveite e comece já a planejar seu intercâmbio em Malta com a ETC <3  ]]>