top of page
Fundo vermelho

Blog

Blog_edited.png

Como é morar na Bélgica, segundo Diogo Jansen

Diogo Jansen, especialista ETC, se mudou para a Bélgica durante a pandemia e contou para nós sobre a experiência dele em um país europeu.

Muitas vezes, a Bélgica pode não estar no topo da lista de quem deseja visitar o continente europeu, mas é um país surpreendente e cheio de história para contar. Muito bem localizada, entre Países Baixos, França, Alemanha e Luxemburgo, o país conta com uma infraestrutura de cair o queixo. Muitos que a visitam se encantam com o lugar. Terra do chocolate e da batata frita, estudar na Bélgica é uma oportunidade de conhecer uma Europa muito diferente do que se espera - e do que se imagina! Diogo se mudou para lá durante a pandemia, e compartilha conosco como está sendo essa experiência:


- O que te motivou a migrar para a Bélgica?

Na verdade, não foi uma migração. Também não foi direcionada para a Bélgica. Durante a pandemia, com o ritmo de trabalho à distância, tive a ideia de fazer algo diferente, de quebrar as fronteiras. Por ter nacionalidade belga, o único país que aceitava minha entrada seria a Bélgica e assim, decidi vir. Aos poucos fui me adaptando e ficando, conhecendo um dos meus países de origem. Mas, também, sempre atento a novas possíveis oportunidades!


- Qual foi a principal diferença que sentiu ao chegar no país?

Posso enumerar 3 principais: 1) O clima: O frio é tranquilo, mas o clima cinza e chuvoso é mais pesado. Além disso, o anoitecer cedo no inverno e os vários dias sem sol são um grande dificultador na adaptação.

2) Comida: O brasileiro é mal acostumado, pois temos uma das melhores gastronomias do mundo, com muito tempero e variedade. O mesmo não acontece aqui.

3) Parte social: Diferente do brasileiro o belga é mais distante nas relações. Isso causa uma dificuldade de criar amizades.



- A Bélgica tem como idiomas oficiais o francês e o holandês. Você sabe falar algum desses idiomas? Como é se comunicar através deles?

Na verdade a língua se chama neerlandês, e não holandês (oficialmente, esse é o nome, visto que o país de origem se chama Países Baixos, ou Netherlands, e não Holanda - que não é o nome oficial). O Neerlandês é uma língua bem complicada, com sons difíceis. É falada na região de Flandres (norte da Bélgica). Já o francês é uma língua de origem latina, de mais fácil compreensão para nós. É a língua oficial da região da Valônia (sul da Bélgica). Bruxelas, sendo a capital, é bilíngue. Atualmente estou com um bom nível de francês, me virando bem. Em Neerlandês, apenas o famoso “obrigado”.


- O inglês é suficiente para se virar no país?

Para viver, sim. No norte, na região de Flandres, todo mundo fala inglês, sendo a maioria MUITO bem. Em Bruxelas e no sul, muita gente não fala inglês, mas é possível se virar.



- A Europa é conhecida pela sua facilidade de viajar, por terem muitos países próximos e diversos meios de transporte. Quais lugares você já teve a oportunidade de conhecer?

Diversos! Itália, França, Alemanha e Países Baixos já fui diversas vezes para diferentes regiões. Suíça, Luxemburgo, Vaticano e Inglaterra também visitei. Tenho viagens marcadas para Romênia e Irlanda nos próximos meses.


- E sobre a comida. Como é a comida belga? Muito chocolate todo dia?

Muito chocolate, sem dúvida. Além disso, a Bélgica tem excelentes batatas fritas e as melhores cervejas do mundo. Endívias recheadas, carne ao molho de cerveja, vou-la-vent e moules avec frites são outros pratos típicos.



- O que você mais gosta na Bélgica? E o que você menos gostou até agora?

Os pilares básicos da qualidade de vida são excelentes. Além disso, a possibilidade de sempre fazer algo novo em novos lugares. Clima e dificuldade social são as piores coisas.


- Qual foi seu maior aprendizado até o momento?

Sem dúvida mostrar que somos adaptáveis e que a importância de sabermos aproveitar nossa própria companhia acima de tudo!


Quer viver uma experiência no exterior que vai marcar a sua vida como marcou a do Diogo? Então clica aqui e converse com um especialista ETC!


555 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page